domingo, 22 de janeiro de 2017

Quando a PF chegou ao Campo de Marte, um homem já havia levado as imagens da área de embarque

camerashangar

Algumas dúvidas sobre o acidente aéreo que matou o ministro Teori Zavascki ainda pairam no ar.

A aeronave King Air C90, que caiu Baía de Paraty no último dia 19, ficava guardado em um hangar no aeroporto Campo de Marte, de onde embarcaram os 5 passageiros que morreram no acidente.
Logo após a queda (por volta das 19hs), um homem se identificou como funcionário da empresa responsável pela segurança do hangar e recolheu computadores e imagensdas câmeras.
Equipes da Polícia Federal e da Aeronáutica chegaram minutos depois para ajudar nas investigações.
Havia uma câmera na área de embarque do hangar, mas quando a PF chegou, as imagens não estavam mais lá.
Quem era esse homem? Onde foram parar essas imagens?
De acordo com informações do G1, o Campo de Marte era responsável apenas por ‘guardar o avião’.
A manutenção do bimotor era realizada em um aeroporto no interior do estado.
Duas testemunhas já identificadas (um pescador e um morador de Paraty) afirmam que viram a queda do King Air e que o mesmo soltava uma fumaça branca antes de cair no mar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário